Espiritualidade

A primavera do amor.

Publicado por Frei Gabriel Francisco Cavalli | 11/11/2016 - 08:21
  • A+
  • A-

“O amor é o mais belo presente que Deus deu ao coração”. Esta afirmação é do monge Anselm Grüm. O monge complementa: “O anseio por amar e ser amado é tão profundamente enraizado em nossos corações que não temos como arrancá-los de nós”.

O amor é a condição primordial para a nossa vida. Nós somos movidos por sentimentos, que se transformam em palavras e ações concretas. Agimos pelas coisas que nos seduzem, que podem ser seduzidos pelos sentimentos bons ou maus. O amor é chama arrasadora que queima o nosso ser existencial, assim como o ódio.

Porém, quem tem o amor em seu coração vive uma primavera o ano todo. A primavera nos encanta, retorna a vida às plantas que estavam adormecidas, desperta as flores para o encanto da criação, com as formas, cores, perfumes dos mais variados possíveis. Quem tem o amor no seu coração tem Deus porque, “Deus é amor” (1 Jo 4,8).

O amor é energia em nossa vida. É força motivadora. Ele nos desperta, nos motiva, nos preocupa. O amor florido em nossa vida é a felicidade personificada. Amar não é fácil. O amor exige esforço, exige dedicação, exige negação, exige doação para com o outro.

Como é bom amar e ser amado! Como é triste ver pessoas rancorosas, raivosas, sempre de mal e se queixando de tudo e de todos! Deixemos o amor de Deus, o amor das pessoas, penetrar em nossos corações, para que a nossa vida se transforme numa grande primavera de amor.

Frei Gabriel Francisco Cavalli
Sobre o autor

Frei Gabriel Francisco Cavalli

Gabriel Francisco Cavalli, é membro da Província dos Freis Capuchinhos do Rio Grande do Sul, formado em bacharel e licenciatura em filosofia pela Universidade Católica de Pelotas, bacharel em teologia pela ESTEF. Atualmente trabalha na pastoral paroquial.