CCB
Schola Fratrum

CCB reúne coordenadores de fraternidades em Goiás

09/05/2017 - 15h20
  • A+
  • A-
O encontro contou com a presença de quase 40 frades de 10 circunscrições. Teve início com celebração eucarística presidida pelo ministro provincial da província de Bahia e Sergipe e presidente da CCB frei Liomar Pereira da Silva.
Fonte: Divulgação

A casa de retiros São Leopoldo Mandic,em Hidrolândia-GO, dos Freis Capuchinhos do Brasil Central, acolheu nos dias 24 a 28 de abril de 2017 o encontro nacional de guardiães da Conferência dos Capuchinhos do Brasil.

Frei Liomar, presidente da Conferência dos Capuchinhos do Brasil, disse que o encontro faz parte da agenda da CCB na formação permanente, "queremos com estes encontros, além de unir as circunscrições, aprofundar a dimensão do serviço do guardião. Esta figura que faz parte das Fraternidades Capuchinhas e é o que cuida, anima e motiva os frades. Com esse encontro, queremos oferecer aos coordenadores das fraternidades uma oportunidade de reflexão sobre a importância da formação de lideranças dentro da vida capuchinha", disse. "Queremos resgatar a importância, o significado mais bonito e profundo da figura do guardião, como o apresentou Francisco, mas também instigar e provocar o serviço da liderança em nossa vida capuchinha”, concluiu

O grupo contou com a presença do psicólogo Carlos Bruno, que com suas práticas pastorais aprofundou uma abordagem das relações fraternas e a qualidade de vida, tendo como balizador, aspectos antropológicos como a dimensão de processo, os relacionamentos interpessoais, numa perspectiva em que a pessoa se auto compreende como sujeito histórico. Ele pautou sua reflexão a partir de três aspectos: Identidade e pertença capuchinha, visando relações fraternas de qualidade; Itinerário humano afetivo, e qualidade de vida e liderança.

Para Frei Tiago Santos, os momentos de convívio fraterno foram muito proveitosos. "Além de proporcionar um momento de lazer, aprofundamos o entrosamento entre os frades, ajudando a criar mais e mais relações fraternas de qualidade” frisou. 

O Frei Mariosvaldo Florentino, Frei Capuchinho da Província do Paraná e Santa Catarina que mora na custódia do Paraguai, abordou a compreensão de como compreendemos a figura do guardião à luz da Palavra de Deus e das constituições. Outro aspecto trabalhado pelo assessor foi a dimensão do cuidado para com os frades confiados aos cuidados do guardião. Como o guardião se entende a si mesmo na missão a ele confiado e em relação aos outros. O cuidado com a vida espiritual da fraternidade e o zelo pelos demais aspectos da vida fraterna, a administração daquilo que é comum.

Fonte Capuchinhos do Brasil /CCB
Por Frei João Carlos Romanini (Conferência CCB)